Como Viajar Barato para Gramado

Gramado, bem como a serra gaúcha em si, é muito linda! Não é à toa que é um dos destinos mais procurados. A cidade é limpa e organizada, as pessoas são educadas e simpáticas. A sensação de segurança é enorme, a criminalidade é praticamente nula. Sem falar no clima extremamente agradável. Só tenho elogios! 🙂 Bom, neste post vou contar como foi nossa viagem a Gramado, do planejamento a realização. Como chegar a Gramado, onde se hospedar, onde comer, quais os passeios em Gramado legais. Vamos lá! 😀

Gramado

Canteiro Central de Gramado

Canteiro Central de Gramado

Há muito tempo tinha vontade de conhecer Gramado, pois pelas fotografias dava para perceber que era um lugar lindo e que valeria a pena todo o esforço e energia dispensados para a viagem. Comecei a pesquisar sobre preços das passagens aéreas, onde se hospedar,  onde comer e quais os passeios em Gramado mais procurados. (Leia também Como planejar uma viagem barata clicando aqui)

Durante minha pesquisa encontrei o Blog Casal 20 que deu uma dica fundamental para meu planejamento: a contratação da Agência de Turismo VitóriaTur. Para conferir que a VitóriaTur praticava o melhor preço, entrei no site da Prefeitura de Gramado e enviei um e-mail para várias Agências de Turismo e de fato a VitóriaTur tinha os melhores preços. Troquei alguns e-mails com a Dona Carmen e contratei os passeios que me interessava (vou falar sobre eles ao logo do artigo). Assim ficou fácil viajar barato para Gramado. 😉

O traslado Porto Alegre/Gramado/Porto Alegre fiz com a empresa de ônibus Citral, comprei a passagem por R$34,90 no aeroporto de Porto Alegre, tem uma parada desse ônibus no próprio aeroporto. Antes de viajar, eu estava na dúvida se compraria as passagens antecipadas pela internet ou somente no aeroporto. Deixar para comprar no aeroporto foi bem tranquilo, tinha passagem suficiente, pelo menos na baixa estação foi assim. (Dica: compre logo a passagem de volta, pois deixar para comprar em Gramado outro dia, mais próximo do dia da volta, pode ser que não tenha mais passagem para o dia e horário que você deseja).

Ponto negativo: infelizmente a parada de ônibus fora do aeroporto é um fumódromo, há lixeiras com cinzeiros, local onde os fumantes ficam próximo sem respeitar quem está apenas esperando o ônibus. Acredito que o problema seja a localização dessas lixeiras, pois a Infraero poderia colocá-las do lado oposto à parada de ônibus.

#Dia 1

Chegamos em Gramado a noite, pegamos um táxi e fomos para a Pousada Gramado. Esta pousada possui uma excelente localização, o táxi custa em média R$10 para o Centro e para a Rodoviária. O atendimento é muito bom, os funcionários são atenciosos e dão dicas de restaurantes conforme seu desejo. O café-da-manhã é bem sortido com produtos regionais e tradicionais. Fiz a reserva da pousada pelo Booking.

Você pode pesquisar outras pousadas e hotéis baratos em Gramado aqui!

Depois de deixar nossas coisas na pousada, fomos a famosa Rua Coberta. As praças no centro de Gramado são lindas, a iluminação, o paisagismo, a arquitetura das lojas.

Rua Coberta em Gramado

Rua Coberta em Gramado

Jantamos no Restaurante Varandas (antigo Beiruth), você pode sentar dentro ou fora do restaurante, as cadeiras que ficam do lado de fora são cobertas com pele de animal (bem legal). A comida é gostosa e bem servida, há combos que variam de R$17 a R$30. Eu aproveitei para conhecer o tradicional Beiruth, uma delícia. O atendimento foi ótimo. Eles aceitam cartão de crédito como forma de pagamento.

Depois de jantar, fiquei com muita vontade de tomar meu primeiro chocolate quente em Gramado!rs 😀 Já tinha ouvido falar muito da Caracol Chocolates então foi pra lá que eu fui. Infelizmente não agradou o meu paladar. Achei o chocolate massento. A textura dele era estranha. Tomei só um pouquinho. Depois disso, todas as outras lojas que eu entrava com a intenção de tomar chocolate quente, eu pedia para degustar antes.

#Dia 2

Passeio Uva e Vinho: esse passeio é muito legal, vale a pena ir, dura o dia todo, a VitóriaTur nos pegou por volta de 7h30min e nos deixou as 20h. Nosso primeiro destino foi Nova Petrópolis, visitamos o shopping das malhas, achei as malhas com preço de mercado, a principal vantagem é a variedade de cores e tamanhos dos casacos, sobretudos, blusas, vestidos. Gostei principalmente dos acessórios de frio: luvas, boinas e cachecóis. Tudo lindo e barato!rs 🙂

Labirinto Verde na Praça das Flores

Labirinto Verde na Praça das Flores

Em Nova Petrópolis conhecemos o Labirinto Verde que fica na Praça das Flores. É um local bem interessante. O desafio é conseguir sair do labirinto, seja sozinho ou com ajuda de amigos.

Próxima parada: Vinícola Miolo. Aqui você pode fazer um minicurso sobre vinhos, custa R$15, metade desse valor pode ser utilizado na compra de vinhos e espumantes. Esse minicurso é muito legal, pois aprendemos um pouco sobre a produção de vinho e sucos de suvas. O enólogo explica sobre a origem da vinícola, mostra a plantação de 45 tipos de uvas, explica o processo de cultivo das uvas, produção e armazenamento dos vinhos. Existe uma sala para degustação onde o enólogo dá dicas de como perceber algumas características dos vinhos e espumantes. Há também degustação de suco de uva. No final você visita a loja com todas as opções de vinhos da Miolo disponíveis no mercado. O que mais gostei foi a seção de cosméticos: hidratantes, sabonetes, creme para mãos e pés, aromatizantes para ambientes, shampoos, condicionadores, tudo isso com cheirinho de uva, cada um mais cheiroso do que o outro.

Minicurso sobre vinhos

Minicurso sobre vinhos

Almoçamos no Restaurante Fenachamp. O local é lindo, tem um lago e uma área verde maravilhosa. O almoço é por conta do turista (R$30). A comida servida é bem farta e gostosa, só não gostei da sobremesa. No início eles servem uma sopa, eu aceitei um pouco para provar. Já que o buffet é  livre melhor não encher barriga de sopa, né?rs

Após o almoço conhecemos a vinícola Peterlongo, assistimos a um filme contanto sobre a origem da vinícola e depois partimos para degustação de espumantes e suco de uva. Aqui também há uma loja com produtos da casa, inclusive os cosméticos citados anteriormente, porém nesta vinícola é mais caro.

Mais tarde seguimos para Carlos Barbosa fazer degustação de queijos na Fetina de Formaio. Aqui vende vários produtos gostosos como biscoitos caseiros, doces, frutas desidratadas, vários tipos de queijo e vinhos.

Fetina de Formaio

Fetina de Formaio

Em frente a Fetina de Formaio fica a Loja da Tramontina. Você pode pensar que devido ser a Fábrica da Tramontina as coisas serão mais baratas, mas doce ilusão!hehe O preço praticado é o mercado, a vantagem é porque possui todos os lançamentos da Tramontina.

Depois partimos para o passeio da Maria Fumaça, amei demais esse passeio, me senti na época que o trem era um meio de transporte importante para as viagens. Quando passamos por partes da cidade de Carlos Barbosa e Bento Gonçalves as pessoas nos cumprimentam dando tchau. O som da chaminé nos remete a filmes de época. A Maria Fumaça funciona por meio da queima de madeira, não é a diesel. Durante a viagem há uma apresentação gaúcha com o sanfoneiro, zabumbeiro e triangueiro. Há também apresentação teatral bem engraçada e por fim o grupo Terra Nostra anima os turistas convidando os passageiros para dançar. No meio do percurso há uma parada em Garibaldi onde há apresentação de um cantador e degustação de vinhos e sucos de uvas da cidade. Ao desembarcar em Bento Gonçalves tem mais degustação de vinho Miolo.

O passeio uva e vinho honra bem o nome que tem. Nunca tomei tanto vinho e suco de uva no mesmo dia!rs

#Dia 3

Cânion Itaimbezinho

Cânion Itaimbezinho

Cânion Itaimbezinho:  esse passeio é mais light se comparado com o passeio uva e vinho, mas muito bom. Cânions são formações rochosas. O Itaimbezinho “existe a pelo menos 130 milhões de anos e é um dos maiores do Brasil, sua extensão atinge 5.800 metros e uma largura que varia entre 200 e 600 metros. Sua profundidade máxima é de 720m. Ao redor do cânion os pinheiros nativos completam a paisagem“. Localizado na cidade de Cambará do Sul é um local que transmite paz pela tranquilidade e beleza. O ar é puro e fresco. Há duas opções de trilhas, uma com duração de três horas no meio da mata, mas sem ver o cânion durante o percurso e sem passar por cachoeiras, e a trilha com duração de 40 minutos onde se vê o cânion no início, bem como a cachoeira véu da noiva. Nesta trilha há quatro mirantes, assim você pode ver o cânion de vários ângulos. Se você está achando bonita a imagem isso não é nada com a beleza de ver e sentir isso pessoalmente, sem precisar viajar para o exterior. Essa obra-prima da natureza está no nosso país. Você deve ir bem prevenido contra o frio, pois há muito vento. É bom levar água e lanches. Fizemos a trilha de 40 minutos que durou uma hora e meia (rs), isso porque tiramos foto de tudo e paramos um pouco para apreciar a natureza. A entrada no Parque Nacional Apurados da Serra custa R$7,50. Esse passeio ao cânion itaimbezinho vai das 7h30min às 15h.

No caminho para o cânion tem o Café Tainhas localizado em São Francisco de Paula onde compramos o lanche e água na ida e na volta almoçamos por R$22/pessoa, buffet livre. Há também a la carte. A comida e o atendimento são bons. Os biscoitinho caseiros são uma delícia e o preço é ótimo.

Lago Negro

Lago Negro

Para aproveitar ao máximo o passeio a Gramado, deixamos nossas coisas na pousada e fomos a pé ao Lago Negro, era perto, só uns 15 a 20 min andando. O lago é lindo, como tudo em Gramado, há pedalinhos para duas e quatro pessoas, paga R$10 por pessoa, vale a pena porque você vive a experiência de curtir a natureza por outro ângulo. O passeio dura 20 minutos controlados pelo turista. O lago negro é um lago artificial parecido com lagos europeus. É rodeado de pinheiros trazidos pela Alemanha. O espaço é utilizado também para fazer caminhadas.

Alemanha Encantada

Alemanha Encantada

Próximo ao Lago Negro tem a Alemanha Encantada, o nome já diz tudo. O local é lindo demais. Não o paga para visitar, porém se quiser ter uma visão panorâmica do Lago Negro paga R$5 por pessoa, infelizmente no dia que fomos estava em manutenção. Aqui também tem restaurante e lojinha de artesanato com produtos originário de Gramado e da Alemanha. O preço é o mesmo de outras lojinhas.

Banda no Garfo e Bombacha

Banda no Garfo e Bombacha

A noite fomos conhecer a noite gaúcha no Restaurante Garfo e Bombacha, neste passeio estão inclusos o traslado, o jantar e a apresentação artística típica do Rio Grande do Sul. Esse passeio é para quem quer conhecer um pouco mais das tradições gaúchas, bem como curtir uma noite animada. Se o seu objetivo for comer um ótimo churrasco gaúcho recomendo que procure outro restaurante. O buffet é livre com opções de saladas, massas e pratos típicos da região, o churrasco também é à vontade porém a carne é meio dura, olhe que provei 5 opções e não gostei de nenhuma, só do queijo assado.kkkk 😀 Para sobremesa tem frutas como morango, melão, mamão, banana, manga, abacaxi, chocolate cremoso, pudim e outros tipos de cremes. A apresentação é muito boa, bem animada. Eu acredito que esse passeio valha a pena, pois é uma noite bem diferente. Assim que chegamos no restaurante somos encaminhados para uma salinha onde é explicado os benefícios do chimarrão, como é preparado, qual a maneira correta de beber, você pode até degustar. A festa no restaurante inicia por volta das 21h termina entre as 23h30min e 24h.

#Dia 4

Jardim da Cantina Linha Bella

Jardim da Cantina Linha Bella

Fizemos o passeio Linha Bella, esse é um passeio colonial, onde mostra um pouco sobre a vida rural de Gramado. Primeirante visitamos a Vinícola Mazotti, essa é uma pequena vinícola se comparada com a Miolo ou Peterlongo. O senhor Mazotti nos explica como era feito o vinho antigamente e nos dias de hoje: o tempo de fermentação, local de armazenamento e produção. É uma aula sobre vinhos, muito boa. Depois vamos para degustação na loja da vinícola. Esta foi a única vinícola que a degustação é à vontade, tomei muito suco de uva, por sinal foi o melhor que já tomei. Ele é bem encorpado, de sabor e cor intensos. Em seguida fomos para o Velho Casarão de Visenzo Marcon, casa do ano de 1920 onde viveu o senhor Visenzo . A casa na verdade é um museu, com objetos muito antigos. É interessante porque nos faz refletir como as pessoas viviam no início do século passado, pensei logo na minha vozinha, naquela época que não havia televisão, luz e água encanada. Na época em que o acesso a serviços básicos como da saúde e educação eram limitados. Viva a modernidade e a tecnologia!rs 🙂 Depois da explicação sobre a vida e casa do senhor Visenzo Marcon somos conduzidos a degustação de biscoitinhos caseiros, quem quiser comprar também tem para vender, tem um artesanato bem peculiar, não vi em outros lugares que andei.

Animada recepção na Cantina Bella

Animada recepção na Cantina Bella

Saindo do Casarão fomos almoçar na Cantina Linha Bella. Assim que chegamos somos recepcionados com música e alegria. Aqui é servido o almoço colonial com buffet livre, há saladas, massas, pratos típicos da região. Para sobremesa são servidos opções de cremes parecidos com pudim. Gostei muito do almoço, tanto da comida quanto dos tocadores que cantam e tocam enquanto a gente come. O local é super charmoso, com decoração rústica e lindo jardim na área externa.

Moinho Cavichion

Moinho Cavichion

Concluindo o passeio linha bella seguimos para o Moinho Cavichon onde somos recepcionados por uma descente italiana muito simpática e divertida. Ela nos conta como era o moinho de arroz e milho. Há degustação de biscoitos caseiros. Aqui também tem artesanato e biscoitinhos caseiros para vender.

Este passeio tem duração das 9h às 14h30min e o almoço está incluso. É um excelente passeio para sair um pouco da rota tradicional do turismo de Gramado. Ele é realizado numa jardineira, ano 1951. Muito bacana.

Mundo a Vapor

Mundo a Vapor

Neste dia fizemos também o Passeio Canela Especial. Iniciamos com a visita do Mundo a Vapor, local que chama atenção logo na entrada porque tem um trem virado fazendo alusão ao acidente ferroviário que aconteceu em Paris no final do século XIX, onde o trem vinha em alta velocidade e atravessou a parede ficando pedurado a 12 metros de altura. Dentro possui miniaturas de locomotivas, fabricação de papel, olaria, lanchonete e uma lojinha.

Em seguida visitamos a Adega Dom Colise, aqui tem degustação de queijos, salames, suco de uva e vinho. Tudo uma delícia dá vontade de trazer tudo para casa!rs 🙂 No segundo piso tem artesanatos para vender, os preços são bons, são os praticados no mercado. Gostei das estampas das camisas de malha, ótima opção para dar como lembrancinha a alguma pessoa. Foi aqui onde encontrei uma maior variedade chaveiros.

Em seguida fomos para o Show das Malhas, uma loja que vende todo tipo de roupa para frio.

Bondinhos na Cascata do Caracol

Bondinhos na Cascata do Caracol

Próximo local do passeio foi a Cascata Caracol no Parque Estadual do Caracol. A natureza foi bem generosa e caprichou na beleza desse local. O ser humano como ser pensante e inteligente colocou os bondinhos para nosso passeio ser ainda mais belo. O ingresso custa R$36, mas como fomos com a VitóriaTur saiu por R$32, para quem deseja passear nos bondinhos e R$12 para quem deseja apenas entrar no Parque. Olhe, recomendo o passeio de bondinho, pois além de ter uma vista panorâmica e mais próxima da Cascata do Caracol, você pode conhecer o espaço “Estátuas que falam”, são estátuas de madeira que emitem sons parecidos com os animais de verdade. O espaço é bem bacana. Você também pode fazer uma trilha ecológica. Há lojinhas de roupas e lanchonetes. O chocolate quente do Botequim do Tiello é uma delícia! 😉

Castelinho Caracol

Castelinho Caracol

Em seguida fomos para o Castelinho Caracol, o jardim é lindo, rende muitas fotos.rs 🙂 O ingresso custa R$10, mas pagamos R$7 por causa da VitóriaTur. Foi uma das primeiras residência de Canela e hoje, um século depois da sua criação, mostra objetos dos seus moradores do início do século XX.

Depois seguimos rumo ao Alpen Park, queria muito andar de trenó, mas quando chegamos o parque estava fechado por causa da chuva. 🙁 Sendo assim, fomos para Chocolates Florybal tomar um esperto chocolate quente! 🙂 Aqui tem uma pista de patinação de chocolate, casa do terror, lanchonete e loja repleta de chocolates. Uma tentação!hehehe.

Para fechar a noite com chave de ouro jantamos na Cantina Pastasciutta, tradicional casa de massas em Gramado. Gostei muito do ambiente com decoração italiana e a comida é uma delícia. Um prato serve tranquilamente três pessoas. O restaurante faz o traslado da pousada (ida/volta) sem cobrar nada por isso.

#Dia 5

Último dia em Gramado… sniff… 🙂 Esse dia foi reservado para visitar a Aldeia do Papai Noel. Em Gramado as lojas e estabelecimentos começam a funcionar as 10h, como 12h tínhamos que pegar o ônibus de volta para Porto Alegre, resolvemos pegar um táxi as 9h para o Centro e ir andando, aproximadamente 1km, para a Aldeia do Papai Noel, assim conhecemos um pouco mais das ruas de Gramado e seus lindos jardins. Cada olhar era um flash!rs No caminho encontrei essa árvore com flores amarelas que amo. Essa é uma das minhas fotos prediletas.

Amarelou meu coração!=)

Amarelou meu coração! =)

Chegamos na Aldeia do Papai faltando 20 minutos para abrir, seguimos tiramos mais fotos até ser liberada a entrada. O ingresso custa R$20, é aberto o ano inteiro. Esse é um local mágico, onde voltamos a ser criança. Tudo encanta: chalé dos ursos, jardim dos Elfs, fábrica do Papai Noel, casas em miniaturas, renas, trenó, praça de neve… Tem um som ambiente natalino, você até pensa que já é Natal em Gramado! Encontramos Papai Noel de verdade, muito bonito. Vale muito a pena esse passeio.

Clique aqui e veja mais fotos da nossa viagem a Gramado.

E aí, Curtiu? 😀

Deu para sentir um pouco do espírito de Gramado?rs

Se você gostou do artigo, compartilhe com seus amigos, eles com certeza também vão amar saber! 😉

Atualização 07/05/2015: O restaurante Beiruth agora se chama Varandas conforme comentário da leitora Maria José.



FIQUE ATUALIZADO

Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog.

 

Shirley Gomes

Author: Shirley Gomes

Cearense de coração, apaixonada por viagens e fotografia, criou o site Dicas de Viagens Baratas para mostrar que é possível fazer ótimas viagens mesmo com pouco dinheiro, pois com planejamento e organização é possível viajar para qualquer destino, basta querer.

Share This Post On
Você gosta do Blog e deseja ajudar? Nós ganhamos uma comissão do Booking quando você faz sua reserva através dos banners e links inseridos aqui! Você não paga nem um centavo a mais por isso e ainda ajuda na manutenção do Blog! Agradeço desde já! Booking.com

42 Comments

  1. Que chique essa minha prima! Ótimo post e ótimas dicas! Beijos! 😉 Q
    Quem sabe um dia eu consiga sair de Limoeiro e conhecer Gramado. hehe

    Post a Reply
    • Obrigada, prima! =)
      Tenho certeza que você pode fazer a viagem que quiser, basta dá prioridade a ela.
      Bjuzzzzzzzzzzz

      Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Um dia voltarei lá na época do natal, deve ser muito bom também!
      Deu para perceber pelas suas fotos!rs =)
      Obrigada pela visita.

      Post a Reply
  2. Shirley, aproveitei suas dicas na minha última viagem a Gramado, junto com meu marido e minha mãe. Das vezes anteriores eu ia de pacote da CVC, ficava bem mais caro. Comprei as passagens aéreas para a época de meu aniversário(30 abril agora) de Campinas p Porto Alegre. De lá fui de ônibus da Citral e de taxi da rodoviária de Gramado para a Pousada Gramado, seguindo suas dicas.Comprei, também o passeio Uva e vinho com almoço e passeio na Maria Fumaça na agência Vitoria tur, como você recomendou. Foi excelente e aqui meus elogios para o motorista da Van, André, impecável e gentilíssimo. Como estavamos com minha mãe de 83 anos fizemos algumas caminhadas como ao lago Negro e ao centro e usamos bastante taxi( sempre em torno de $12,00) para voltar dos passeios. Nestas corridas meu marido ia pesquisando e pechinchando, acabamos voltando para Porto Alegre de translado numa confortável Zafira pelo preço de $250,00 . Os preços normais estavam em torno de $120,00 por pessoa, abaixaram p $280,00 por viagem e fechamos com o valor acima. Ah, achei o preço de calçados e malas de viagem no centro de Gramado bem mais barato que em Campinas, interior de SP ou e de MG.O restaurante Beiruth na rua coberta fechou, agora se chama Varandas que continua servindo beiruths deliciosos.As churrascarias de Canela (fomos no Espelho Gaucho) são mais baratas que em Gramado e as carnes são macias e deliciosas. Obrigada pelas suas dicas, foram muito úteis. beijos.

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Maria, fico muito feliz em saber que minhas dicas ajudaram na sua viagem. 😀
      Obrigada pelo depoimento e pelas dicas sobre as churrascarias de Canela, bem como pela informação de que os calçados e malas de Gramado são mais baratos que em Campinas.
      Abraço,

      Post a Reply
  3. Minha dica barata de hospedagem!
    Para quem, como eu, que ama viajar e já esta programando suas próximas férias… Indico uma opção de hospedagem bem localizada, próxima dos principais restaurantes, Lago Negro, Mini Mundo e a 700m da Rua Coberta. Acomoda até 7 pessoas. Fica a dica!!!
    ‪#‎Gramado‬
    ‪#‎Inverno‬
    ‪#‎Romântico‬
    Segue link do imóvel: http://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p3849231

    Post a Reply
  4. Olá Shirley, estou indo dia 12 de junho e irei p Snowland no domingo dia 14. Meu roteiro é o seguinte.. Chego as 8:30 em POA, vou às cervejarias próximas e depois irei almoçar no Rei do Cordeiro.. pego onibus do Aero para N. Petrópolis aprox 13h vou até o Labirinto Verde e na Edelbrau, volto pra Rodoviária de N. Petropolis – Gramado, de lá vou até o lago negro – bier garten – Pq Zoo – Rua Coberta e me hospedarei prox ao Reino do Chocolate. Pela manhã de sábado farei Dreamland e Pq Caracol (bondinho) e depois Canela. Domingo as 8h chego no Snowland e depois Vinícula Ravanello e volto para POA. É possível fazer tudo de ônibus de linha? Me orienta a chegar 1h antes de abrir o snowland?Acredito que em 2h30 dá pra fazer tudo no Snowland, correto? Sobre a Vinícola já foi? indica? Pretendo fazer tudo com transporte público, acha que dá certo? Aguardo ansiosamente sua opinião sobre o roteiro e sobre o transporte. Muito obrigada.

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Olá Rene,
      O seu roteiro está bem bacana.
      Em Gramado achei tudo tão perto que fiz os percursos a pé ou de táxi (quando estava com pressa), portanto não sei te dizer se o transporte público é eficiente. A ideia de ir de Nova Petrópolis para Gramado de ônibus é ótima.
      Como em Gramado tem muitos passeios, a Snowland eu irei conhecer de outra vez pois ela não entrou no meu roteiro. Na Snowland tem muitas atividades, então, dependendo de qual atividade você escolher, acho que 2h30min é um excelente tempo.
      Quanto à vinícola, conheci a miolo que oferece minicurso sobre vinhos e degustação, super indico, bom demais. Conheci também a vinícola Peterlongo e a Mazotti (melhor suco de uva integral que já tomei). A vinícola Ravanello não conheci, mas acredito que valha a pena o passeio, pois em todas que conheci contaram um pouco da história da vinícola e sobre o processo de fabricação dos vinhos, e todas tinham degustação. 😀
      Acredito que seu passeio será muito agradável.
      Depois volte e nos conte como foi.
      Boa viagem!
      Abração,

      Post a Reply
  5. Muito boas as dicas. Principalmente para Gramado que é conhecido como um destino caro.

    Post a Reply
  6. Oi Shirley. Adorei as suas dicas! Estou indo pela primeira vez à Gramado com meu esposo. Vamos em Agosto. Qual o período que você foi?
    Você gostou da vinicola Peterlongo?Comprei uma oferta num site de compra coletiva de lá, o passeio da Maria Fumaça já incluso almoço, e a vinicola oferecida é essa. Aliás, é uma boa dica comprar alguns passeios e refeições pelos sites de compra coletiva. Você tem alguma dica especial para mim?
    Obrigada! Beijos

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Olá Tatyane,
      Eu fui na segunda quinzena de setembro, início da primavera! =)
      A visita à vinícula Peterlongo foi simples, assistimos a um filme sobre a origem da vinícula e depois degustamos alguns vinhos e espumantes. A vinícula que mais gostei foi a Miolo, por causa do mini curso sobre vinhos e porque eles nos mostram todo o processo da fabricação dos vinhos, desde a plantação das uvas.
      Não comprei nenhum passeio por compra coletiva, mas nada contra, talvez tenha sido apenas porque na época que eu fui não encontrei nenhuma oferta.
      Eu tenho certeza que você vai amar Gramado!
      Depois volte e nos conte como foi!
      Abração e boa viagem!

      Post a Reply
  7. Fizemos tbm os passeios, mas nao gostamos da Vitoria tur, o carro para o transfer era velho e sujo com muitos cabelos de cachorro dentro do mesmo, alem de o micro deles quebrar no caminho de volta do passeio, sendo q ja haviam me falado que isso acontece seguido, e a dona estava bem grosseira ao responder algumas perguntas quando fomos pagar o restante do pacote, o mais barato acaba saindo mais caro neste caso, fizemos um passeio com outra agencia nao lembro o nome exato acho que é agencia luxus turismo de Gramado, muito bem atendidos e fizeram alem do esperavamos, surpreenderam, vamos indicar essa e voltar no natal luz. hotel barato e bom é encantos do sul fica na avenida, excelente tudo novo. lucas

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Poxa, Lucas! É uma pena que você não teve uma boa experiência com a Vitória Tur! Comigo correu tudo bem!
      Obrigada por contar sua experiência e pelas dicas de transfer e hospedagem! 😉
      Abraço,

      Post a Reply
  8. Shirlota, muito legal seu blog. Encontrei-o acidentalmente. Viajar e pagar barato é o que queremos. Gramado é muito show. Não conheço o Cânion. Atrações que também valem a pena são o Alpen Park, a Noite Alemã. Pra quem gosta, o sorvete da Prawer vale como uma refeição. Quero ver se neste ano conheço o Natal Luz (nem tão barato assim). Sucesso no blog.

    Abraço.
    Diógenes

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Amigo, saudades de você!
      Fico feliz que tenha gostado do Blog! =)
      Quando eu for a Gramado novamente seguirei suas dicas.
      Abraço,

      Post a Reply
  9. Adore suas dicas, estou indo a gramado em Agosto 2015. È a primeira vez que vou, comprei a passagens para gramado pela Citral e fechei dois passeio com a Carmem da Vitoria tour. Você tem dica alguma dica sobre o passeio no snowland?

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Obrigada, Leonardo!
      Infelizmente, não conheci o snowland dessa vez.
      Abraço,

      Post a Reply
  10. Fizemos quando em Gramado o passeio Gramado na jardineira da Vitória mas o guia não tinha conhecimento nenhum sobre a cidade e pontos turísticos muito despreparado para a função q exerce numa cidade turística e além da falta de paciência em esperar quando minha esposa foi ao banheiro nos disse q a dona q orienta apenas a cumprir ordens. Lamentável ter um instrumento bacana e não saberem trabalhar. Cabe repensar atendimento a clientes e profissonais q selecionam p trabalhar.

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Adalberto, realmente é muito triste quando encontramos profissionais despreparados.
      Obrigada por compartilhar sua experiência.
      Abraço,

      Post a Reply
  11. ola gostei muito de suas dicas adorei e estou quase me convencendo de conhecer gramado 🙂 mais gostaria de lhe perguntar quanto mais ou menos vc gastou nessa viagem fora a passagem

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Mary, fomos em setembro de 2014, acredito que tudo (todos os passeios, alimentação, lembrancinhas, 4 diárias de hospedagem e passagens) saiu aproximadamente R$3.800. Isto para duas pessoas, então eu achei bem em conta. Saiu R$1.900/pessoa, R$ 380/dia/pessoa.
      Acho que esta é uma viagem que todos deveriam fazer, Gramado é linda! Quero voltar lá no Natal Luz! 😀
      Bjuzzzzz

      Post a Reply
  12. Muito legal o seu relato.

    gostaria de saber sobre a média de preço de hospedagem em Gramado. Pretendo ir em Julho com meu namorado.

    grata

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Leila, eu sugiro que você faça uma pesquisa no Booking.

      Na ápoca que eu viajei a média da diária estava em R$150.

      Abraço,

      Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Legal, Roberto!
      Da próxima vez que eu for a Gramado pretendo conhecer a snowland.
      Abraço,

      Post a Reply
  13. Meu nome é Adilson Barbieri, muito bacana seu POST, sempre olhei por diversos blog´s que Gramado é uma cidade bastante cara. Chegando na cidade comecei a pesquisar e vi que não era tudo aquilo que o pessoa falava. A recepção do meu hotel me indicou uma empresa de ALUGUEL DE CARROS. A equipe desta empresa me orientou super bem. Foi com o pessoal da DZ Receptivo, http://www.dzreceptivo.com.br — Também almocei no restaurante Trattoria Del Corso no centro de Gramado. Muito bom, o dono é um autêntico ITALIANO. Para restaurante de BUFFET, também almocei no Restaurante Olímpia, realmente um ótimo custo benefício. Espero ter ajudado.

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Adilson, Gramado é uma linda cidade. Ainda bem que não nos assustamos com comentários de que é uma cidade cara (rs), assim podemos relatar nossas experiências e dicas. =D
      Muito obrigada por compartilhar sua viagem com a gente, certamente vai ajudar a muitas pessoas.
      Abraço,

      Post a Reply
  14. Estou com viagem programada a gramado em outubro estou muito ansiosa, gostaria de saber se vc chegou a conhecer Snowland e se tem dicas de lá. bj

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Vivianne, não conheci a snowland, mas já nos planos da próxima viagem! =D
      Depois conte sua experiência para a gente.
      Abraço,

      Post a Reply
  15. Olá, gostei muito das suas dicas. Vou viajar pra Gramado agora em junho e tenho muito interesse no passeio uva e vinho. Entrei em contato com a Vitória tur e eles realmente oferecem o melhor preço. Estou um pouco insegura de fechar a compra com eles, não encontrei muitas opiniões de usuários na internet. O que você acha, eles são realmente confiáveis?

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Olá Kelly,
      Eu não tenho o que reclamar da VitóriaTur, todos os passeios ocorreram conforme combinamos.
      Certamente quando eu voltar a Gramado, farei meus passeios novamente com eles! 😀
      Abraço,

      Post a Reply
  16. Vc indica algum restaurante de fondue?

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Olá Letícia,
      Infelizmente não tenho nenhuma dica. O marido não gosta de chocolate, daí acabei nem provando do fundue em Gramado, vai ficar para a próxima viagem! 😀
      Quando você voltar, deixe aqui sua dica.
      Abraço,

      Post a Reply
  17. Olá amei suas dicas! foi no final do mês e todas as ideias são bem vindas. Gostaria de saber se todos os passeios que voce fez foi pelo Vitoria Tour ? Quais foram as formas de pagamentos, eles te buscavam e traziam para o Hotel ?

    Post a Reply
    • Shirley Gomes

      Olá Thais, fico feliz que tenha gostado das dicas.
      Todos os passeios eu fiz com a Vitória Tur, a forma de pagamento eu não me lembro, eles vão pegar e deixar no Hotel!
      Depois conte como sua viagem para a gente!
      Boa viagem.
      Abraço,

      Post a Reply
  18. Olá lindo post, Gramado é linda mesmo, mas se tu não conheces os Parques em Canela aproveita um dia e vai, têm muita coisa linda por lá, moro bem perto e estou sempre descobrindo mais e mais paraísos por lá, abraço!

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Veja 10 Dicas para comer barato em Gramado! - Dicas de Viagens Baratas - […] também o artigo Gramado, viva essa viagem! Nele conto como foi minha viagem para Gramado: roteiro de viagem, dicas de passeios,…
  2. 7 Dicas de Passeios em Gramado para você aproveitar! - […] Leia também: Como Viajar Barato para Gramado […]

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *