Viver ou Acumular? Você é o juiz da sua vida!

Você já parou para pensar se você está ganhando a vida ou deixando ela te ganhar?

Recentemente, li um texto compartilhado no facebook que me chamou muito a atenção. Eu já tinha essa filosofia de vida e o pequeno texto escrito por um sábio homem (de autoria desconhecida) me fez acreditar ainda mais que essa filosofia de vida é a melhor a ser seguida.

Vivemos num mundo capitalista. O meio social nos contamina com a tal de ostentação e status (gostei dessa definição “Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você não tem, para mostrar pra gente que você não gosta”. kkkk)

Agora vem a pergunta: vale a pena trabalhar muito para aculumar riquezas e deixar a vida passar batido?

Sei que cada indivíduo, como ser pensante, tem sua filosofia de vida. mas é como diz a canção “Da vida não levo nada! Do jeito que a vida vem, depois de fechar os olhos ninguém é ninguém”.

Não sei qual a fonte originária desse texto, se alguém souber por favor me diga.

Olhe que super texto:

Viver ou Acumular

viver ou acumular

Reprodução

Um jovem advogado foi indicado para inventariar os pertences de um senhor recém falecido. Segundo o relatório do seguro social, o idoso não tinha herdeiros ou parentes vivos. Suas posses eram muito simples. O apartamento alugado, um carro velho, móveis baratos e roupas puídas. “Como alguém passa toda a vida e termina só com isso?”, pensou o advogado. Anotou todos os dados e ia deixando a residência quando notou um porta-retratos sobre um criado mudo.

Na foto estava o velho morto. Ainda era jovem, sorridente, ao fundo um mar muito verde e uma praia repleta de coqueiros. À caneta escrito bem de leve no canto superior da imagem lia-se “sul da Tailândia”. Surpreso, o advogado abriu a gaveta do criado e encontrou um álbum repleto de fotografias. Lá estava o senhor, em diversos momentos da vida, em fotos em todo canto do mundo.

Em um tango na Argentina, na frente do Muro de Berlim, em um tuk tuk no Vietnã, sobre um camelo com as pirâmides ao fundo, tomando vinho em frente ao Coliseu, entre muitas outras. Na última página do álbum um mapa, quase todos os países do planeta marcados com um asterisco vermelho, indicando por onde o velho tinha passado. Escrito à mão no meio do Oceano Pacífico uma pequena poesia:

Não construí nada que me possam roubar.
Não há nada que eu possa perder.
Nada que eu possa trocar,
Nada que se possa vender.

Eu que decidi viajar,
Eu que escolhi conhecer,
Nada tenho a deixar
Porque aprendi a viver…

E aí, qual a sua filosofia de vida? Viver ou acumular? 😀

Gostou desse texto? Compartilhe-o nas redes sociais, seus amigos também irão gostar de ler! ;)

Coloque seu e-mail aqui e Viaje Barato a partir de agora!

 


FIQUE ATUALIZADO

Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog.

 

Shirley Gomes

Author: Shirley Gomes

Cearense de coração, apaixonada por viagens e fotografia, criou o site Dicas de Viagens Baratas para mostrar que é possível fazer ótimas viagens mesmo com pouco dinheiro, pois com planejamento e organização é possível viajar para qualquer destino, basta querer.

Share This Post On
Você gosta do Blog e deseja ajudar? Nós ganhamos uma comissão do Booking quando você faz sua reserva através dos banners e links inseridos aqui! Você não paga nem um centavo a mais por isso e ainda ajuda na manutenção do Blog! Agradeço desde já! Booking.com

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *